Fim de verão no Clos de Tapas

Há sempre uma luz contagiante e envolvente no salão do Clos de Tapas. Uma luz que conduz a uma extensão visual, que alcança o jardim verdejante do vizinho da frente, como que emprestada para sempre para a propriedade deste restaurante espanhol com discurso contemporâneo. Parece que a arquitetura de Naoki Otake se desprende dos materiais e se esparrama pelas luzes. Por dentro, uma imponente parede de pedra lembra até um templo. Pois é, é um templo gastronômico, onde os pratos têm uma apresentação visual delicada e sempre surpreendente, assim como seus sabores que promovem experiências inusitadas e alquimias irreverentes. Pois bem, quem espera encontrar lá uma paella tradicional ou um puchero, melhor se preparar: não tem e não adianta insistir porque a pegada é bem outra.

Clos de Tapas: eleito pela Revista Veja São Paulo como um dos restaurantes mais bonitos de São Paulo. Projeto de Naoki Otake, que assina também o Restaurante Kinoshita e Attimo. Foto: Jo Takahashi

Eleito melhor espanhol de 2012 pela Comer e Beber, da Revista Veja São Paulo, teve uma baixa este ano, com a saída do chef Raúl Jiménez García, que retornou à Espanha. Mas continua firme Ligia Karazawa, que com seu toque de sutilezas, dá um colorido de feminilidade a uma cozinha que mira uma contemporaneidade que brota da Espanha, mas busca sintonia com insumos brasileiros.

Em sua versão executiva servida exclusivamente nos almoços, o Menu do Meio Dia respira sazonalidade. A cada três meses, um novo cardápio, respirando os ares da. Fomos experimentar o executivo do momento (R$ 48,00), que fica no cardápio até o final de Março.

Para começar, pães preparados lá mesmo, acompanhados com manteiga de amburana e castanha do Pará. Legumes em conserva, como pickles, porém mais suaves, são apresentados em vidrinho customizado. E o charme dos legumes confitados no azeite de olivia e ervas. Lá estão quiabo, pimentão descascado e abobrinha.

Conserva de legumes, sobre prato de Hideko Honma.

 

As simpáticas latinhas de legumes no azeite de oliva e ervas. Cebola roxa, quiabo, pimentão e abobrinha.

Para a entrada, as opções são folhas frescas, molho de iogurte, mostarda e mel, lâminas de queijo monchego e manga, ou gazpacho tradicional e refrescante (ideal para os dias quentes) ou ainda os imponentes mexilhões frescos e chips de batata cará, finíssimas e sequinhas.

Mexilhões frescos cozinhados com cachaça e o chips de batata cará.
Salada verde com molho de iogurte, mostarda e mel.
Gazpacho, receita tradicional com apresentação contemporânea.

E para o prato principal, você tem três opções: Arroz cremoso de ervilhas, abóbora e queijo de cabra ou Salmão confitado, arroz negro e molho tártaro ou ainda uma consistente costela assada no bafo acompanhada de batatinhas sauté.

Uma consistente mas macia costela.

Para a sobremesa também três opções: Abacaxi fresco e mousse de limão Tahiti ou Brownie de chocolate e castanha-do-Pará, ar de maracujá ou ainda Sorvete da temporada servido em um biju crocante. No dia, os sorvetes eram de acerola e côco ralado.

Um pedido especial: seleção de frutas.
Provamos a azedinha bola de sorvete de acerola na casquinha.

Opção criativa que justifica uma escapadinha até a Vila Nova Conceição.

CLOS DE TAPAS

Endereço: Rua Domingos Fernandes, 548 – Moema – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3045 2291 ou (11) 3045 2220 Fecha domingo.

www.closdetapas.com.br

 

 

 

 

 

 

0Shares