Wachôshoku: o café da manhã japonês

Um dos atrativos de se hospedar em Ryokan (旅館), as tradicionais hospedarias japonesas é experimentar o seu café da manhã típico, os chamados Wachôshoku (和朝食). Aliás, chá da manhã, porque café mesmo não tem neste cardápio. Todo ryokan oferece este cardápio da manhã, composto basicamente por pequenas porções de legumes curtidos, algas, muitas verduras, uma boa sopa de missô, tofu, e em alguns casos, yuba, que são as deliciosas folhas de tofu, uma omelete à moda japonesa, meio adocicada, nattô (soja fermentada), um peixinho grelhado e arroz quentinho. Com exceção do peixinho, tudo é essencialmente vegetariano. Não pesa no estômago e dá muita energia nas primeiras horas do dia. Para beber, nem pense em outra coisa: é chá verde.

Os hotéis em estilo ocidental costumam servir no bufê as duas modalidades. O café continental, composto de pães, geléias, ovos mexidos, um embutido, geralmente salsichas, sucos variados, iogurte e café, e também um outro serviço, composto com as iguarias japonesas. Pode se escolher um ou outro, e complementar, o que é bastante saudável. Por exemplo, optar por uma composição de pratos japoneses e incluir um suquinho.

Jojoscope visitou o Kamogawa-kan, na tradicional cidade de Kyoto, com uma bonita vista para o rio Kamo. Seu serviço da manhã impressiona logo de cara pelo visual colorido. Apesar da fartura, tudo é muito leve, e realmente, nada pesa no estômago. E vem sempre com um fogareiro shichirin, para esquentar um tofu na própria mesa. É a porção lúdica da manhã, oriunda da cozinha vegetariana shojin, dos monges budistas.

Por onde começar, com tantas opções à sua frente? Não há propriamente uma regra, mas é sensato começar pela sopinha missoshiru, que além de lubrificar sua garganta, abre o apetite.

Primeiro dia:um ovo mexido com ketchup, e no prato azul uma seleção de legumes curtidos. No box, feijãozinho temperado, legumes, uma lasquinha de peixe grelhado no molho tarê, fatias de raiz de lótus. Na tigela vermelha, um dos mais fabulosos missoshiru, encorpado, denso, próprio para os dias de frio. E no réchaud verde, folhas de yuba, finíssimos, em caldo dashi.

 

Segundo Dia:uma omelete com tempero japonês, ou seja, com dashi. No prato azul, o trio de legumes curtidos. No box, nabo curtido, algas, fatias de kamaboko, massa de peixe muito parecido com o gefiltefish, uma fatia de laranja mikan. Saladinha com tempero japonês, com toques de yuzu. Arroz e alga nori sequinha (no envelope).

 

Este é o tofu servido no réchaud, para ser apreciado quente: vem acompanhado de cogumelos e folhas de yomogui, que são muito aromáticas. Acompanha um molho de shoyu com mirin, em caldo dashi com alga kombu

Serviço:

Kamogawakan (Sanjo Ohashi Nishizume, Nakagyo-ku, Kyoto, 604-8004, Japan http://www.kamogawa-kan.co.jp/english/) Plano B&B (Bed and Breakfast, o café da manhã é este aí de cima) por aproximadamente R$ 180,00 por pessoa, com direito a banho em banheira coletiva, enorme. Quarto de tatami, com banheiro e banheira privativa). Localização excelente, a 3 minutos a pé da estação Sanjo, da linha Tozai. De taxi a partir da estação JR Kyoto são cinco minutos (R$ 15,00).

Fotos deste post: Mika Takahashi

 

 

0Shares