12º Sukiyaki do Bem celebra a comunhão da cerâmica com a gastronomia

Jantar beneficente organizado pela ceramista Hideko Honma traz receitas autorais de mestres da culinária e harmonização cerâmica e bebidas

Já é tradição. E este ano, celebrando a entrada da primavera, a 12ª edição do Sukiyaki do Bem chega amadurecida, encorpada e com novidades.

O Sukiyaki do Bem, para quem ainda não conhece,  é um evento beneficente, onde cerca de 350 pessoas desfrutarão de um jantar especial, constituído por receitas exclusivas, servidas em tigelas e pratos também produzidos para a ocasião. Iniciativa da ceramista Hideko Honma, o projeto Sukiyaki do Bem tem todo o seu lucro líquido destinado a instituições de assistência social.

Neste ano, participam do evento André Saburó, chef do premiado Taberna Japonesa Quina do Futuro, de Recife; Telma Shiraishi, do Aizomê, de São Paulo, eleito pela segunda vez o melhor restaurante japonês pela Folha de S.Paulo; Kazuo Harada, que comandou o carioca MEE, que conquistou uma estrela Michelin; Satoshi Kaneko, do Kinoshita, de São Paulo, que também tem uma estrela Michelin; William Ribeiro, que comanda o Seen, do hotel Tivoli Mofarrej São Paulo; e Mari Hirata, chef e pesquisadora, residente no Japão, convidada especial para esta edição do evento.

Hideko Honma recebe todos os chefs e sommeliers para uma reunião de alinhamento. Foto: Rafael Salvador

Cada chef escolhe uma das cerâmicas e cria o seu prato da noite, compondo um jantar especial em seis tempos.  

Quanto às bebidas, a harmonização ficará por conta da mestre cervejeira e sommelière Carolina Oda e da consultora em saquê e também sommelière Yasmin Yonashiro. O vinho não foi esquecido. O sommelier Rodrigo Mainardi, da Mistral,

As entidades que receberão a doação do Sukiyaki do Bem de 2018 são a Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi no Sono  e a Associação Travessia – Núcleo de pedagogia Waldorf Especial.

Duas artes em harmonia

O projeto Sukiyaki do Bem teve início em 2007, quando Hideko Honma convidou chefs a fazerem releituras desse tradicional prato japonês, com o intuito de difundir a arte da cerâmica aliada à gastronomia, reforçando a relação umbilical entre as duas manifestações, e com a preocupação de reverter essa ação para uma causa social. “O sukiyaki é um prato muito apreciado pelas famílias japonesas nos dias de frio, à base de carnes, verduras e legumes cozidos em um delicioso caldo, em um pequeno fogareiro colocado sobre a mesa. Ele traz a ideia de união, pois todos se sentam em torno da mesa para cozinhar, comer e conversar”, afirma a ceramista. “Assim, é natural que o sukiyaki dê nome a um evento que fala de união entre duas artes e que estende essa ideia de estar juntos às instituições beneficentes que apoiamos.”

Prato criado pelo chef André Saburó no ano passado. Foto: Rafael Salvador

Hoje, já não há essa preocupação em seguir o formato original do sukiyaki. Os chefs criam livremente suas receitas. Mas foi mantida a ideia de um momento especial para ser aproveitado por familiares e amigos.

O convite para o Sukiyaki do Bem custa R$ 550 por pessoa, e pode ser comprado no ateliê da ceramista e na Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi no Sono, em São Paulo. Ao final do jantar, os convidados podem levar as peças de cerâmica como uma lembrança.

Também participam do evento dezenas de ceramistas, que criam cerâmicas assinadas, para compor a Instalação das 350 utsuwa (recipientes). Ao visitar a instalação, cada convidado escolhe a sua peça para levar para casa, junto com mais uma que faz parte do jantar.

Veja aqui como foi o Sukiyaki do Bem 2017.

 

Os chefs participantes:

Chef André Saburó – Foto: Marcel Uyeta

ANDRÉ SABURÓ é chef do premiado Taberna Japonesa Quina do Futuro, de Recife. Ele comanda mais três casas na capital pernambucana: Sumô, Sushi Yoshi e Tokyo’s Café. É conhecido pela sua alta técnica em extrair o melhor do atum. Foi eleito o melhor chef do ano pela Prêmio Revista Prazeres da Mesa 2018. Já foi aclamado duas vezes como o melhor chef do ano pela revista Veja Recife.

Carolina Oda – Foto: Marcel Uyeta

CAROLINA ODA, Formada em gastronomia pelo Senac – Campus Águas de São Pedro em 2007, é sommelière de cerveja e mestre-cervejeira e professora no Science of Beer Institute. É uma das apresentadoras do programa “Sabor em Jogo”, transmitido pela GNT.

Chef Kazuo Harada – Foto: Marcel Uyeta

KAZUO HARADA comandou o MEE, no Rio de Janeiro, onde conquistou uma estrela Michelin, e está pronto para novos projetos. Sua culinária tem forte acento asiático, onde predomina a gastronomia japonesa.

Chef Mari Hirata – Foto: Marcel Uyeta

MARI HIRATA – Chef, cozinheira e pesquisadora, reside no Japão, onde desenvolve aulas e pesquisas sobre culinária japonesa. Sua formação gastronômica foi na França, onde assimilou técnicas precisas de cozinha. Lançou no ano passado o livro Mari Hirata Sensei, de autoria de Haiydée Belda, pela Beï Editora.

Chef Satoshi Kaneko – Foto: Marcel Uyeta

SATOSHI KANEKO está à frente do Kinoshita, imponente restaurante japonês de São Paulo, que conquistou a estrela Michelin pela terceira vez. No Brasil há seis anos, o chef já trabalhou em vários países da Europa e em Istambul, onde foi chef de cozinha do cônsul geral do Japão. Participa pela primeira vez do Sukiyaki do Bem.

Chef Telma Shiraishi – Foto: Marcel Uyeta

TELMA SHIRAISHI é chef proprietária do restaurante Aizomê, que em 2018 foi eleito, pela segunda vez, o melhor japonês pelo jornal Folha de S.Paulo. Telma tem se destacado também em eventos gastronômicos, como o Fartura. Esta é sua primeira participação no evento e a chef pretende recriar o seu famoso sukiyaki, carro-chefe de seu cardápio de inverno.

Chef William Ribeiro – Foto: Marcel Uyeta

WILLIAM RIBEIRO é chef especializado em culinária brasileira. Já assinou o cardápio do premiado Bossa, um dos poucos que conquistou as cinco estrelas máximas de Comer e Beber Veja São Paulo. Hoje comanda o Seen, instalado na cobertura do hotel Tivoli Mofarrej São Paulo. participa pela segunda vez do Sukiyaki do Bem.

Yasmin Yonashiro – Foto: Marcel Uyeta

YASMIN YONASHIRO é sommelière e consultora de saquê. Presta consultoria para vários restaurantes, não só na área da bebida, mas também em omotenashi, o conceito japonês de hospitalidade e atendimento, dividindo sua agenda entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

 

O cardápio

Entrada fria (André Saburó) : Atum com lardo. Atum marinado com dashi shoyu, azeite de pimenta de cheiro, furikake de feijão verde e lardo curado da Fazenda Yaguara (Taquaritinga do Norte – Pernambuco)

Entrada (Kazuo Harada): Shake Nuta / Crispy Buri: Barriga de salmão, gema de cordorna e molho spicy misso Cubos de buri, massa crocante e molho cítrico

Entrada (Satoshi Kaneko): Ostra empanada com geléia de ponzu e vieira canadense grelhada ao molho oriental

Principal (Telma Shiraishi): Sukiyaki

Principal (Mari Hirata): Gohan com raízes brasileiras

Sobremesa (William Ribeiro): Macaron de chocolate 80% com creme inglês de kinkan

Café na saída com choux cream de Vivianne Wakuda

Foto: Rafael Salvador | Nikko Fotografia
Logo criada pela designer Flavia Sakai

SUKIYAKI DO BEM 2018

Quando: 21 de setembro, às 19h30

LocalHotel Tivoli Mofarrej – Alameda Santos, 1437, São Paulo

Valor: R$ 550,00 por pessoa. Os convites estarão à venda, em São Paulo, a partir de 13 de agosto, nos seguintes locais:

  • Atelier Hideko Honma – av. Jacutinga, 434, Moema. De segunda a sexta, das 9h às 18h; sábado, das 9h às 17h. Tel (11) 5042-4450 | 5042-4459 | contato@hidekohonma.com.br .
  • Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi no Sono – rua São Joaquim, 381, 4º andar, sala 42, Liberdade. De segunda a sexta, das 8h30 às 17h30. Tel: (11) 3208-7248 | 3209-0215 administracao@ikoinosono.org.br

 

Mais informações:

Atelier Hideko Honma contato@hidekohonma.com.br (11)5042-4450

145Shares