Os Andes com toques nipônicos

Produção da matéria e texto: Luiza Freire

Em Curitiba, no estado do Paraná, um restaurante tem chamado à atenção dos descendentes de japoneses, peruanos e dos brasileiros. O local chamado “Do Peruano – Novo Andino“, comandado pelas habilidosas mãos do casal Fernando Matsushita e Ilza Miura, trouxe a gastronomia local sabores novos, inusitados e pouco explorados na cidade.

A entrada do pub peruano. Foto: Luiza Freire
Chef Fernando Matsushita, na montagem esmerada dos pratos. (Foto: Luiza Freire)

Para compreender a proposta do Do Peruano – Novo Andino, aberto em 2009, é preciso estar atento a três palavras essenciais da vida destes chefs que são: batalha, dedicação e inovação.  No início dos anos de 1990 Fernando e Zazá, como ela é conhecida, foram ao Japão em busca de novas oportunidades de vida e ganhar o sustento para a família. Cada um saiu de seu país de origem (Peru e Brasil) e se encontraram em Yokohama, onde namoraram e tiveram um filho. Durante um tempo, Zazá precisou ficar em casa para cuidar do seu filho e, para contribuir na renda familiar, colocou seus dotes de doceira à prova e produzia bolos e confeitos para vender na porta das fábricas para japonesas, enquanto Fernando trabalhava como empregado de uma fábrica.

Tempos difíceis, mas que fortaleceram a vida do casal.  O chef Fernando trouxe contigo na bagagem desde Lima, capital do Peru, o amor à gastronomia de seu país e mantinha uma relação muito próxima às artes (música, artes, literatura), logo a gastronomia entrou como uma forma de sustento e de expressar à arte através dos pratos tradicionais que conheceu com seus familiares peruanos. No Japão os dois participaram de diversos matsuri, fazendo comidas peruanas e brasileiras com toques contemporâneos. Ficaram treze anos no Japão. No retorno ao Brasil venderam seus preparos na maior feira gastronômica noturna de Curitiba, a feirinha do Batel. Lá iniciaram com os doces da chef Zazá e posteriormente à comida peruana na forma de marmitas, os obentô peruanos como eles chamavam as quentinhas.

Ilza Miura, que é doceira, responde pelas sobremesas. (Foto: Luiza Freire)

Até aqui uma trajetória de batalha e esforço, uma síntese intensa de ganbatte nee semelhante a tantas outras histórias de nikkeis. A inovação surgiu no dia que o “padrinho”, um nikkei dono de uma empresa do ramo do café no Paraná, passando pela feirinha ofereceu à eles um espaço de um bistrô-café. Este foi o pontapé inicial para um projeto único na cidade. Começando pelo bairro escolhido que não faz parte do circuito gastronômico da cidade, o Do Peruano – Novo Andino, nasceu como mais um degrau na escalada do casal rumo às origens e ao amor pela gastronomia aconchegante com toques familiares. O local situado no bairro Tarumã é inusitado em essência por estar situado na ala comercial de uma grande rede de supermercado paranaense e foi no mínimo uma surpresa. Para chegar à proposta de bistrô com pratos da culinária peruana com forte influência japonesa ambos os chefs travaram mais de cinco anos de divulgação e muito aperfeiçoamento das receitas familiares, sem abandonar todas as origens, da peruana à japonesa e à brasileira.

Nesta visita ao Do Peruano dois pratos chamaram muito à atenção, tanto pelo sabor como pela técnica apurada no realce dos sabores típicos. Após a recepção cordial de todos os funcionários do Do Peruano, aos moldes japoneses todos cumprimentaram com um sonoro “Bom dia!”, a entrada foi o caprichado e tradicional ceviche peruano.

O ceviche generoso. Foto: Estúdio Adilson Hokari

O chef Fernando utiliza tilápias muito frescas e em abundância no ceviche, apesar de ser muito fiel ao patrimônio da culinária peruana é possível perceber toques nipônicos e brasileiros ao preparo que dão sabor e acidez ao prato, como o uso do limão tahiti e do coentro na medida. Uma combinação de peixe e pipoca peruana, com batata doce branca. Um prato leve, porém substancioso e que incita o palato e desperta a sensação de conforto aos sentidos. Por R$20,00 é possível iniciar a refeição de modo espetacular.

Acompanhando este primeiro prato, a bebida Chicha Morada surpreendeu por ser também algo muito típico peruano e que tem como base de preparo o milho roxo. O preparo consiste em deixar os grãos de molho durante horas junto com abacaxi e especiarias. Uma bebida refrescante e leve e repleta de sabor e vitaminas provenientes do milho. (R$5,00)

Chicha morada, para iniciar. Foto: Estúdio Adilson Hokari

Para finalizar como prato principal o Pollo saltado se destacou pela simplicidade, mas ao mesmo tempo presença de sabor. Marcante e repleto de influências japonesas, lembrando muito os shogayaki, um toriniku yasai itame substancioso e com a ardência da pimenta dedo-de-moça prevalecendo, o que promoveu um mix interessante entre a gastronomia peruana e japonesa. A pimenta dedo-de-moça substitui o uso da pimenta ají peruana. O chef Fernando prepara todos os dias este prato e parte da arrecadação da venda do Pollo Saltado  (R$15,00) é destinada ao auxílio da ASID (Associação social para a igualdade das diferenças, sem fins lucrativos), instituição que atende pessoas com necessidades especiais em Curitiba.

Pollo Saltado (Foto: Luiza Freire)

Para finalizar a boa pedida no Do Peruano é provar as sobremesas desenvolvidas e criadas pela chef doceira Zazá. A cheescake de chicha morada é um doce que possui umami e revela delicadas nuances de doce, do sabor sutil do cream cheese em união singular à calda ácida e gelatinosa de milho roxo. Um deleite para o paladar e uma boa forma de finalizar a refeição típica sem anular todo o sabor dos pratos anteriores. (Custo: R$8,00 a fatia)

Especialíssima Cheese Cake de Chicha Morada Foto: Estúdio Adilson Hokari

Além destas delícias listadas é possível a cada dia da semana provar outros pratos peruanos a preços justos e cobertos de sabor. E para o outono-inverno o chef aposta, para além da diversidade de pratos peruanos, em um cardápio de sopas e caldos com forte influência japonesa e peruana familiar. Definitivamente estar no Do Peruano é ter um pedacinho do Peru mais próximos de nós, com toques refinados e saborosos da washoku mais familiar e passada de geração em geração. Um local aconchegante, onde a determinação e a vontade de perpassar por gerações os ensinamentos de uma gastronomia secular prevalecem e dão o toque de originalidade no lugar incomum.

Itadakimasu!

Serviço:

Do Peruano – Novo Andino

Endereço: Avenida Victor Ferreira do Amaral 1088, loja 12 Subsolo- Hipermercado Muffato Tarumã – Curitiba  Veja mapinha aqui

Telefone: 41 30456711 Funcionamento: das 9:00 as 19:00 de segunda a sábado.  Aceita cartões Mastercard e Visa 

 

 

 

Luiza Freire nutre uma paixão incondicional pela gastronomia e pelo mundo de sabores e afetos da culinária japonesa. Nas horas vagas também é professora e pesquisadora na área da Educação. Passa a colaborar também com Jojoscope, enviando novidades especialmente, de sua cidade-base, Curitiba.

 

0Shares