ECOMÚSICA BRASIL-JAPÃO

No dia 18 de novembro, domingo, às 19 horas, o pianista e compositor  Fábio Caramuru fará o Concerto ‘EcoMúsica Brasil-Japão’ no Auditório Ibirapuera, marcando o encerramento das ações do projeto em 2018. O evento tem o patrocínio do ItaúCultural e conta com a chancela dos ‘110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil’ e celebra os 62 anos de fundação da Aliança Cultural Brasil-Japão. 

Neste ano, o projeto apresenta três novos videoclipes: ‘Harpia’ (lançado em agosto), ‘Araras’ (lançado em setembro) e ‘Hidorigamo’ (a ser lançado durante o concerto), todos dirigidos por Otavio Dias.

A música de ‘Ecomúsica | Harpia’ foi composta especialmente para três elementos majestosos e indissociáveis: a ave de rapina, as Cataratas do Iguaçu e o coreógrafo/dançarino Ismael  Ivo, que protagoniza o vídeo juntamente com Fábio Caramuru, concretizando a “trilha imagética” de uma ideia musical bastante singular. A ideia surgiu em 2016, quando o pianista visitou as Cataratas do Iguaçu. Na ocasião, também tomou conhecimento do importante trabalho que vem sendo realizado para a preservação da harpia no ‘Refúgio das Aves’, em Itaipu. Esse incrível pássaro, que tradicionalmente habita o Parque das Cataratas, está ameaçado de extinção no Paraná.  Segundo Caramuru, “a imponência da ave associada à grandiosidade das Cataratas do Iguaçu encontram perfeita  ressonância com a sensibilidade do bailarino Ismael Ivo”.

Veja o clipe HARPIA, com Fabio Caramuru ao piano e a performance do bailarino de Ismael Ivo, clicando na imagem.

Inteiramente filmado no Parque das Aves, com o apoio dessa instituição, localizada em Foz do Iguaçu, o videoclipe ‘EcoMúsica Araras’ mostra o pianista em meio às araras, interagindo com os sons das aves, gravados in loco. A música de Fábio Caramuru, criada especialmente para o vídeo, é baseada na obra “Il neige” (1902), escrita pelo compositor Henrique Oswald. No ínicio, há a reprodução literal da icônica obra de Oswald, expandindo-se para a improvisação a partir do momento em que a câmera focaliza o voo das araras. Nas filmagens, foi utilizado um piano histórico Schiedmayer & Söhne (Stuttgart), de1925. Fábio Caramuru afirma que o roteiro é a expressão de uma metáfora da liberdade de voo no processo de criação e interpretação musicais.

No videoclipe ‘EcoMúsica Hidorigamo’ Fábio Caramuru divide um momento especial de criação com a ceramista nipo-brasileira Hideko Honma, em instigante sintonia de mãos que modelam a arte. O tema musical integra o CD ‘EcoMúsica | Aves’, lançado em abril deste ano no Brasil e no Japão, pelo selo Flau.

Hidorigamo, uma das faixas do CD Eco Música, inspirado nos sons dos pássaros que sobrevoam o Japão, ganhou um videoclipe, com direção de Otavio Dias e a participação da ceramista Hideko Honma. O video será lançado oficialmente na apresentação do dia 18 de Novembro, no Auditório Ibirapuera.

No concerto, Fábio Caramuru apresentará 18 composições de seus dois álbuns ‘EcoMúsica’, ‘Conversas de um piano com a fauna brasileira’ (2015) e ‘Aves’ (2018), além de projetar os três novos videoclipes, sendo que  ‘EcoMúsica | Harpia’ com Ismael Ivo terá um destaque especial em homenagem ao ‘Dia Nacional da Consciência Negra’, celebrado anualmente no dia 20 de novembro. O concerto foi concebido em colaboração com a artista visual Cecilia Lucchesi, que criou videoartes a serem projetadas, bem como o roteiro de palco e a iluminação.

Antes do concerto, será apresentado no hall de entrada do Auditório Ibirapuera algumas performances alusivas ao aniversário da Aliança Cultural Brasil-Japão. A Fukuda Cello Ensemble, do maestro Ricardo Fukuda comparece com 16 músicos, que irão encantar o público com um arranjo especial para cello do Bolero de Ravel. Um dos cellos, inclusive, fará a marcação percussiva. Durante a execução da música, o especialista em shodô, a arte da caligrafia japonesa, Elcio Yokoyama, fará uma demonstração desta técnica e arte secular. Também está prevista uma participação especial do grupo Aozora Daikô, grupo de taiko de Bragança Paulista, durante a apresentação de Fábio Caramuru. 

Ricardo Fukuda comanda o Fukuda Cello Ensemble, que irá apresentar uma versão para cello do Bolero de Ravel. Foto: Marcelo Nakano 
O especialista em shodô, Elcio Yokoyama faz uma demonstração junto com o Fukuda Cello Ensemble. Foto: Jo Takahashi

 

Programa (duração 70’)

Komadori, Zuakaaobato, Kakkou, Ikaru, Aobato, Kohakuchou, Chuushakushigi, Hototoguisu (Aves do Japão)

Harpia, Bem-te-vi, Quero-quero, Araras, Tangará, Uirapuru, Anu-branco, Cigarra, Sapo-cururu, Sabiá (Fauna brasileira)

PRODUÇÃO: ECHO PROMOÇÕES ARTÍSTICAS 

SERVIÇO: 

CONCERTO ECOMÚSICA BRASIL-JAPÃO 
DIA 18 DE NOVEMBRO, início às 18h30 com Fukuda Cello Ensemble e Elcio Yokoyama, no hall de entrada. 19h início do concerto de Fábio Caramuru 
AUDITÓRIO IBIRAPUERA (Parque do Ibirapuera)
Ingressos: R$ 30,00 | R$ 15,00 (venda na bilheteria do Auditório e no Ingresso Rápido). 

Sobre Fábio Caramuru e o ‘Projeto EcoMúsica’

Link sobre o projeto no youtube

O pianista e compositor Fábio Caramuru (1956) especializou-se em Paris, com bolsa do governo francês, na década de 1980, com a lendária pianista Magda Tagliaferro. Ganhador de diversos prêmios, vem atuando regularmente no Brasil, Estados Unidos, Ásia e Europa, em concertos solo e com orquestra.  Após dedicar-se por muitos anos a uma carreira pianística convencional, realizando recitais e concertos com repertório tradicional, ampliou sua atuação a partir de um trabalho de pesquisa e criação de arranjos e gravações da música do compositor brasileiro Tom Jobim, em 1997, tendo realizado um mestrado na Universidade de São Paulo sobre o tema.

Criou, juntamente com o pianista Marco Bernardo, o duo ‘Brasil e Dois Pianos’, dedicado ao repertório brasileiro e passou também a desenvolver, desde 2003, um trabalho autoral diferenciado, com o lançamento dos CDs ‘Moods Reflections Moods’ e ‘Bossa in the Shadows’.

Destacam-se em sua carreira de solista concertos no ‘Europalia International Arts Festival’, com a Brussels Phillharmonic, com a Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) e Jazz Sinfônica, no Brasil, além de apresentações no Zinc Bar, em New York, o Jazz Club Moods, em Zurique, no Festival Internacional de Jazz de Havana, Cuba, entre outras.

Seu ‘Projeto EcoMúsica’, uma iniciativa artística pioneira, tem como base os sons da natureza. A música é criada sempre a partir do som de algum animal. Trata-se de um projeto contínuo, com a proposta de realizar gravações em áudio, em vídeo e produzir concertos ao vivo relacionados à natureza, unindo música e meio ambiente. A inovação do projeto é marcante, já que as criações não são meramente ilustradas pelos sons e imagens da natureza, mas sim concebidas a partir desses elementos, em um processo de verdadeira interação e sintonia.

O projeto já lançou os álbuns Ecomúsica | Conversas de um piano com a fauna brasileira’ (2015) e  ‘EcoMúsica | Aves’ (2018). O primeiro, como o próprio nome diz, traz conversas do piano com diversos animais encontrados no Brasil – aves, insetos e anfíbios. O segundo traz os sons de 20 diferentes aves que sobrevoam o território japonês.  ‘EcoMúsica | Aves’ foi totalmente inspirado na turnê que Fábio Caramuru fez no Japão, em 2017.

Nos concertos ao vivo, as estruturas e os motivos musicais dos aúdios gravados são recriados, interagindo com as vocalizações dos animais e imagens projetadas em telão. Os vídeos EcoMúsica tem sido sempre filmados em locações naturais instigantes, como por exemplo as Cataratas do Iguaçu, montanhas do Rio de Janeiro e do interior do Brasil.

O ‘Projeto EcoMúsica’ vem se destacando mundialmente, alcançando muitas visualizações nas redes sociais e atraindo um público bastante diversificado aos concertos realizados. A iniciativa promove aspectos abrangentes e de bastante relevância para o futuro do Brasil, uma vez que vem evidenciando de forma criativa a questão da preservação do meio ambiente e da cultura do país. Ao contar com a participação de renomados convidados especiais de outras áreas artísticas, além de crianças e adolescentes de comunidades carentes nos videoclipes, o projeto é aglutinador e revela a preocupação com questões educativas e sociais, indispensáveis para o desenvolvimento do Brasil.

Videoclipes ‘EcoMúsica’

Hidorigamo (2018) Lançamento no dia 18/11/2018
Araras
(2018) – Parque das Aves, Foz do Iguaçu, PR
Harpia (2018) – Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu, PR
Bem-te-vi (2018) – Campos do Jordão – SP
Tico-tico (2017) – Forte do Leme – Rio de Janeiro – RJ
Cigarra (2016) – São Carlos – SP

Discografia de Fábio Caramuru

‘EcoMúsica | Aves’ (2018, Flau Japan)
‘EcoMúsica | Conversas de um piano com a fauna brasileira’ (2015, 2016 – Flau Japan)
‘Tom Jobim por Fábio Caramuru’ (2007, 2017 – Flau Japan)
‘Dó Ré Mi Fon Fon’ (2002, 2017, Flau Japan)
‘Bossa in the Shadows’ (2007 – Labor Records, NY)
‘Moods Reflections Moods’ (2004 – Echo)
‘Especiarias do Piano Paulista’ (1999 – Echo)
‘Tom Jobim Piano Solo’ (1997 – Master Class )

106Shares