Harajuku Fashion Walk Brasil !

Onde é de fato o point

 

Takeshita Dôri: a espinha dorsal da Harajuku Fashion
Takeshita Dôri: a espinha dorsal da Harajuku Fashion. Clique no mapa e abra em nova página.

O point do Harajuku Fashion fica numa ruazinha estreita chamada Takeshita Dôri, que começa na estação Harajuku da JR (é uma estação de trem circular Yamanote-sen da Japan Rail, não é a estação de metrô) e vai até a avenida Meiji Dôri. Fica no miolão mais fashion de Tokyo, paralela à Omotesando, onde cravam ponto as principais grifes da moda. Este percurso tem cerca de 350 metros e a ruela tem menos de cinco metros de largura, não tem largura para dois carros trafegarem em paralelo. Aliás, carros lá só após as 18 horas, mais para carga e descarga atendendo as lojas. Aos domingos fica completamente apinhada e é até difícil andar. Veja no Google Maps onde é.

Creperias: marca registrada em Harajuku Foto: Jo Takahashi | jojoscope
Creperias: marca registrada em Harajuku Foto: Jo Takahashi | jojoscope
Crepes-fashion.
Crepes-fashion.

O comércio em Takeshita Dôri começou a proliferar em 1977. Uma das primeiras lojas a se instalar lá é a Café Crepe. Ainda hoje, creperias são um símbolo do Takeshita Dôri.

Domingo em Takeshita Dôri. Foto: Jo Takahashi| jojoscope
Domingo em Takeshita Dôri. Foto: Jo Takahashi| jojoscope

harajuku

Tem uma Daiso enorme, cheio de itenzinhos kawaii.
Tem uma Daiso enorme, cheio de itenzinhos kawaii.

Tem um mapa oficial (só em japonês), com as lojas do Takeshita Dôri. A partir dos anos 90 virou a meca da subcultura de Tokyo, reunindo tribos de hip-hop e gothic Lolitas. Hoje, estão cadastradas 190 lojas nessa ruazinha que virou passarela, uma das maiores densidades de ocupação comercial por metro quadrado em grandes centros urbanos. E claro, a maioria são lojas de roupas e acessórios para compor o Visual Harajuku-kei Fashion, a moda urbana que hoje bomba no mundo todo, sinônimo de um modo de se vestir autônomo, original, anárquico e colorido. Só para não desapontar: o grande templo de perdição das Lolitas, a matriz da Baby, the Stars Shine Bright não fica na Takeshita Dôri. Fica pertinho, a poucos metros de lá. Veja mapinha aqui.

 

Interior de uma das lojas de Takeshita Dôri. Miscelânea de tudo.
Interior de uma das lojas de Takeshita Dôri. Miscelânea de tudo.

Harajuku-kei Fashion

Kei significa sistema ou linhagem. Portanto, Harajuku-kei Fashion é uma maneira de se referir à moda urbana que nasceu no bairro de Harajuku. Outra vertente famosa é o Shibuya-kei Fashion, que brotou no bairro de Shibuya. A moda Shibuya tem como base o american casual, é mais puxada para a moda masculina jovem, e tem como ponto de referência as lojas do 109, uma grande loja de departamentos que é também o símbolo do bairro.

Uma neo Harajuku girl.
Uma neo Harajuku girl.

O Harajuku-kei Fashion é uma categoria de moda que abrange muitas vertentes, sendo que nas meninas prevalece a moda Lolita. Mas há uma característica que é única no Harajuku-kei Fashion: originalidade. A ordem aqui é mesclar itens com autonomia, com arranjos criativos. Apesar dessa personalidade, é possível detectar algumas correntes mais importantes, ou pelo menos mais visíveis.

CYBER FASHION

Coloridérrimo cyber fashion
Coloridérrimo cyber fashion

Espelha o universo de ficção-científica, com o uso de tecidos plásticos brilhantes. Preto, cores fluorescentes e prata compõe a paleta Cyber Fashion. Como acessório, o cyber-sunglass usado em Robocop.

GÓTICO

Gothic Harajuku Fashion
Gothic Harajuku Fashion

É a moda dos músicos de Visual-kei

FURUGUI-KEI

E se a moda é reciclar: Furugui-kei
E se a moda é reciclar: Furugui-kei

Rearranjo, remake de peças antigas. Em Harajuku é comum reinterpretações de quimonos, seja o uso das estampas, seja de retalhos da peça, compondo um visual retrô.

Harajuku Fashion on Parade
Harajuku Fashion on Parade

 Junnyan

Junnyan (dir) , lider e porta voz do Harajuku Fashion.
Junnyan (dir) , lider e porta voz do Harajuku Fashion.

Ele é o organizador do Harajuku Fashion Walk em Tokyo e baixista da banda Broken Doll. Normalmente, ele pode ser visto trabalhando num café em Harajuku, mas nos finais de semana ele se transforma no líder natural do Harajuku-kei Fashion. Mantém o blog Harajuku Kids. Neste ano, Junnyan resolveu convocar os países para uma parada Harajuku Fashion Walk simultânea, que aconteceu nos dias 25 e 26 de Julho. Foram dezenas de países que aderiram á convocatória.

harajuku_2-740x462

 

Harajuku Fashion Walk no Brasil

Jojoscope entrevistou as organizadoras do primeiro Harajuku Fashion Walk Brasil: Cláudia Yamanaka, Damarys Catharina Camargo (Kitty Kawaii) e Érika de Lima Barbosa, que atenderam à convocatória de Junnyan para uma ação sincronizada no Brasil. Em se tratando das dimensões quase continentais do país, a organização contou com uma boa dose de logística e comunicação e para esta primeira versão brasileira, contou com a participação de doze cidades.

Elas contaram como foi essa organização, em entrevista exclusiva para Jojoscope, respondendo coletivamente por todas.

 

International Harajuku Fashion Walk em São Paulo no Festival do Japão | Akiba Space (Foto: Cláudia Yamanaka) Clique para ampliar
International Harajuku Fashion Walk em São Paulo no Festival do Japão | Akiba Space (Foto: Cláudia Yamanaka) Clique para ampliar

“Nesse projeto em específico contamos com a ajuda de várias pessoas de vários estados para que essa mobilização conseguisse atingir o nível nacional.

Quem viu primeiramente a convocação do grupo do Japão foram algumas meninas de São Paulo, a Layla e a Heloisa juntamente com a Kitty. Elas então deram os primeiros passos na organização chamando meninas de outros estados e avivando essa chama de mostrar para o mundo um pouco do nosso amor pela moda urbana japonesa.

A Kitty (ou Damarys) foi a principal organizadora do Walk, cuidando desde a parte de criar páginas no facebook para centralizar a divulgação e até mesmo dando suporte para as organizadoras dos outros estados.

As organizadoras do International Harajuku Fashion Walk Brasil, ao centro Érika de Lima Barbosa, e Kitty Kawaii (direita). Foto: Claudia Yamanaka
As organizadoras do International Harajuku Fashion Walk Brasil, ao centro Érika de Lima Barbosa, e Kitty Kawaii (direita). Foto: Claudia Yamanaka

Érika sempre organizou em parceria com a Kitty os meetings de São Paulo , pois pensam de uma forma bastante semelhante e complementar, então enquanto as meninas que iniciaram a organização dos desfiles estavam organizando o evento em si, Érika e Kitty se incumbiram com a parte de suporte as interessadas de participar do evento aqui em São Paulo, tirando dúvidas e auxiliando as organizadoras do Fashion Walk Brasil. Agora nessa parte de divulgação Érika foi o contato entre os núcleos de organização de cada estado e a organização “Brasil” que deverá enviar os dados e fotos para os organizadores do Japão.

A Cláudia do Harajuku BR se juntou ao time na parte de divulgação e imagem. Como fotógrafa profissional e designer ela ajudou desenvolvendo o banner de São Paulo e com as fotos no dia do evento, além de alimentar as páginas nas redes sociais, tanto a do Harajuku Fashion Walk, quanto a Harajuku BR,  com informações sobre o evento no Brasil e nos outros países do mundo.

 

IHFW Santa Catarina. Foto de Thiago Gomes de Souza
IHFW Santa Catarina. Foto de Thiago Gomes de Souza

 

JOJO Quais foram as cidades brasileiras que participaram do Harajuku Fashion Walk Brasil?

HJBR Nesse ano as cidades que se organizaram a tempo para participar do Harajuku Fashion Walk foram Boa Vista, Manaus, Palmas, Pernambuco, Cuiabá, Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre.

Ficamos muito alegres pela grande quantidade de cidades e pessoas que se animaram e somaram a esse evento podendo assim ser uma manifestação em nível nacional.

IHFW Brasilia
IHFW Brasilia

 

JOJO É a primeira vez que isto acontece no Brasil? Já houve alguma iniciativa anterior?

HJBR É a primeira vez que acontece um International Harajuku Fashion Walk no mundo todo na mesma data. Foi a primeira vez que o idealizador do Fashion Walk, Junnyan, decidiu fazer esse evento. Em anos anteriores eram feitos Harajuku Fashion Walks em diversos países, inclusive no Brasil, sem ser algo reconhecido pelo próprio idealizador ou mesmo sem a pretensão de que fosse uma manifestação internacional. Talvez por esse motivo não houve tanta repercussão anteriormente já que eram eventos isolados e sem um foco organizacional, mas não é a primeira vez que há um Harajuku Fashion Walk, só é a primeira vez planejado e acordado entre Brasil, o Japão e tantos outros países o que possibilitou para nós em nível nacional a mobilização das comunidades de J-Fashion de vários estados, concretizando assim o nosso desejo de ver tantas pessoas mostrando para o Brasil e para o mundo a sua criatividade e amor pela moda urbana Japonesa.

IHFW Mato Grosso Foto: Cinthia L. Andrade
IHFW Mato Grosso Foto: Cinthia L. Andrade

 

JOJO Vocês têm uma estimativa de quantas pessoas desfilaram nesta parada este ano?

HJBR Falando em números de São Paulo, estado em que participamos da organização, no dia do evento contávamos com aproximadamente 60 pessoas no começo do desfile mas vimos esse número crescer conforme íamos andando pelo Festival do Japão, local onde aconteceu o evento, e as pessoas iam chegando e se identificando com a Harajuku Fashion Walk.

Mas em nível nacional estimamos que ao menos 300 pessoas desfilaram, o que para nós é de muita alegria pois graças a mobilização de vários estados, grupos lindos como o de Roraima passaram a ser mais conhecidos.

IHFW Minas Gerais Foto: Bruna Correa
IHFW Minas Gerais Foto: Bruna Correa

 

JOJO Vi pelas fotos que uma grande parte dos participantes é formado de Lolitas. Mas há outras vertentes da moda urbana japonesa. Poderiam listar quais as tendências que mais agradam os brasileiros?

HJBR Acredito Lolita é o visual mais divulgado e conhecido mundo a fora, tanto no Brasil quanto em outros países. Aqui no Brasil a comunidade Lolita é uma das mais antigas e maiores então em eventos desse porte acabam mobilizando mais pessoas, mas há várias vertentes da moda urbana japonesa que possuem muitos adeptos como Gyaru, Fairy Kei, Visual Kei, entre outras que possuem grupos consolidados e que crescem a cada dia mais. Estilos como Mori Girl, Shironuri, Natural Kei, Cult Party Kei também vem chegando com força e conquistando muitos admiradores que encontram na moda urbana japonesa uma forma de se expressar.

IHFW Paraná Foto: Jennyfer Loesch
IHFW Paraná Foto: Jennyfer Loesch

 

JOJO E a reação do público ao ver tanta gente bonita desfilando?

HJBR Aqui em São Paulo a primeira impressão é sempre a de curiosidade. Muitas pessoas queriam que parássemos para fotos e perguntavam do que se tratava o desfile e começaram a nos acompanhar durante o trajeto fotografando ou mesmo apenas curtindo o evento conosco.

Quando parávamos para fotos uma multidão se reunia fotografando e elogiando! Foi maravilhoso! Muitas pessoas vivenciaram pela primeira vez o JFashion de forma desvinculada de cosplay , anime ou manga.

IHFW Pernambuco Foto: Helder Rodrigues
IHFW Pernambuco Foto: Helder Rodrigues

 

JOJO Por que a moda urbana japonesa, especialmente a Harajuku Fashion, inspira tantos jovens?

HJBR É claro que cada pessoa tem o seu motivo para usar esse tipo de moda, no entanto observando que a moda urbana japonesa é algo alternativo e praticamente uma subcultura podemos considerar que é utilizada como uma forma de expressão com uma capacidade ilimitada de experimentação, liberdade e criatividade.

A moda padrão costuma ditar muitas regras a serem seguidas para você estar dentro do que é considerado fashion, fazendo com que as pessoas as vezes percam sua essência, já a moda urbana japonesa é mais como uma forma de exteriorizar seu interior, não existe uma regra a ser seguida, nem um padrão, é algo mais fluido, mais único de cada um mesmo existindo tantos estilos e substilos, o que é algo dificilmente encontrado na moda ocidental em geral.

IHFW Rio de Janeiro Foto: Manuela Braga
IHFW Rio de Janeiro Foto: Manuela Braga

 

JOJO Agora que o movimento se consolidou, quais são as próximas metas e objetivos deste movimento? (podemos chamar de “movimento”?)

HJBR Com certeza no ano que vem faremos outro International Harajuku Fashion Walk. Temos diversas metas e objetivos, como continuar mostrando ao publico o que é JFashion e criando uma comunidade mais unida entre apreciadores do mesmo. Na Lolita Association nosso foco é a moda  Lolita, organizamos meetings há tempos onde lotamos casas de chá e exposições e queremos continuar com esse projetos, já o Harajuku BR, que também está há bastante tempo divulgando o que é JFashion, pretende continuar e estender a cobertura dessa divulgação  participando, organizando e cobrindo eventos relacionados ao meio.

IHFW Rio Grande do Sul Foto: Khriztian León
IHFW Rio Grande do Sul Foto: Khriztian León

 

JOJO Quem responde pelo Lolita Association Brasil? Onde é a base desta associação e quais são os objetivos?

HJBR Não existe uma única pessoa que responde pela associação. A associação é uma união entre lolitas de todos os estados do nosso pais, onde divulgamos encontros, fotos, dicas, reportagens e principalmente onde queremos acolher quem tem curiosidade sobre o visual Lolita ou quem está começando agora. É como se todas nós nos ajudássemos numa corrente para tentar mostrar ao Brasil o que é Lolita, que não são só garotas brincando de se vestir de bonecas, que usamos um estilo forte que se espalha pelo mundo cada vez mais, com peças desenhadas e estudadas por fashionistas, com detalhes e historias que acabam inspirando grandes casas de estilistas na Europa e no mundo a fora. Uma moda que traz traços modernos e históricos numa única peça. Um estilo forte e emergente.

IHFW Roraima Foto: Gabriely Damasceno
IHFW Roraima Foto: Gabriely Damasceno

 

JOJO E o Harajuku BR? Onde é a base dessa associação e quais são os objetivos?

HJBR O Harajuku BR é um blog sobre cultura, moda, arte e demais manifestações que de alguma forma sejam um pouco fora do comum e que prezem pela criatividade e experimentação. Dentro desse contexto a moda alternativa japonesa cai como uma luva, pois está em constante mudança e é extremamente criativa, tornando-se então um dos principais assuntos de estudo do blog. Esse espaço tem como objetivo trazer um pouco à luz esses temas para que qualquer pessoa que tenha interesse em algo fora da cultura mainstream consiga encontrar no Harajuku BR uma fonte de informação.

IHFW Tocantins Foto: Marcelly Ribeiro
IHFW Tocantins Foto: Marcelly Ribeiro

 

Colaboração nesta pauta:

Cláudia Yamanaka, Damarys Catharina Camargo (Kitty Kawaii), Érika de Lima Barbosa, Lay La, Helô Gonzaga

Harajuku BR | International Harajuku Fashion Walk Brasil | Lolita Association – Brasil

A galera de Manaus, dando o recado no IHFW Brasil !!!
A galera de Manaus, dando o recado no IHFW Brasil !!!

Próximas matérias: galeria de fotos por cidade IHFW Brasil.

定例の原宿ファッション・ウォーク、今年はじゅんにゃんの呼びかけで国際化されました。世界各国で同時に7月25日・26日に実施されましたが、ブラジルでは国内11都市で開催され、広く東京のストリートファッション文化が発信されました。サンパウロを中心に、ロライマ、ペルナンブコ、ブラジリア、ミナス・ジェライス、マット・グロッソ、リオ・デ・ジャネイロ、トカンチンス、パラナ、サンタ・カタリナ、リオ・グランデ・ド・スール州の各首都で同時にパレードが開かれました。全国の原宿ファッションファンを呼びかけたのはハラジュクBR、インターナショナル・ハラジュク・ファッション・ウォーク・ブラジルとブラジル・ロリータ協会の皆さん。全国で約300人ほどの参加を記録しました。各都市でのパレード画像ギャラリーもご覧ください。

 

 

0Shares