Jo Takahashi analisa “Gaijin, os Caminhos da Liberdade”

JO TAKAHASHI discute o filme GAIJIN, OS CAMINHOS DA LIBERDADE, no Ciclo Cinema e Psicanálise

De maio a outubro, a Cinemateca Brasileira retoma sua programação de encontros entre o cinema e a psicanálise por meio de um novo ciclo de projeções de filmes seguidas de debates com profissionais de grande destaque da arte e da cultura, mediados por psicanalistas.

Em parceria com a Fepal – Federação Latinoamericana de Psicanálise, com apoio da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP), do jornal Folha de S. Paulo e da Universidade São Marcos, o evento tem coordenação de Leopold Nosek, presidente da Fepal, e conta em sua comissão organizadora com a participação das psicanalistas Cintia Buschinelli, Magda Khouri e Silvana Rea.

Com sessões realizadas sempre aos domingos, às 18h00, o ciclo se estende até outubro do próximo ano, como preparação para o Congresso Latinoamericano de Psicanálise da Fepal, a ser realizado no segundo semestre de 2012. Por conta disso, os filmes e debates que compõem o ciclo se concentram em questões particulares do imaginário latino-americano.

Neste primeiro semestre, os filmes da programação se agrupam em torno de temas relativos à América Latina e seus conflitos, abordando desde questões políticas e geográficas ligadas às suas fronteiras e revoluções – como em Queimada!, Diários de motocicleta e Bananas – até questões da esfera privada vinculadas à imigração e à constituição dos núcleos familiares, como em Gaijin – os caminhos da liberdade, Tetro, O Ano em que meus pais saíram de férias e 33.

Já os debatedores convidados este semestre incluem, entre outros, os jornalistas Marcelo Coelho e Manuel da Costa Pinto, o ex-ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo de Tarso Vanucchi, o jornalista e cientista político André Singer, o cineasta Aurélio Michiles, o historiador Boris Fausto, o Consultor Especial de Arte e Cultura da Japan Foundation, Jo Takahashi, o consultor empresarial Luis Paulo Rosenberg, o designer Ronald Kapaz e a escritora e roteirista Sabina Azuantegui, além de diversos psiquiatras e psicanalistas vinculados à SBPSP.

Neste domingo dia 12, Jo Takahashi estará analisando o filme Gaijin, Os Caminhos da Liberdade, da diretora Tizuka Yamasaki.

SALA CINEMATECA BNDES

12 DE JUNHO 18h00   GAIJIN – OS CAMINHOS DA LIBERDADE | DEBATE COM JO TAKAHASHI | MEDIAÇÃO DE EUNICE NISHIKAWA

Gaijin – os caminhos da liberdade, de Tizuka Yamasaki

São Paulo, 1980, 35mm, cor, 105’

Kyoko Tsukamoto, Antônio Fagundes, Jiro Kawarazaki, Gianfrancesco Guarnieri, Clarisse Abujamra, Louise Cardoso, José Dumont

No início do século XX, um grupo de japoneses vem ao Brasil para trabalhar numa fazenda de café em São Paulo. Lá, encontram dificuldades para se adaptar, são tratados com hostilidade, trabalham em regime de semi-escravidão e são roubados pelo empregador. Apenas o contador da fazenda se comove com as injustas condições de vida destes imigrantes e decide ajudá-los. Baseado em fatos reais sobre os imigrantes japoneses que vieram para o Brasil em busca de melhores oportunidades, o filme revelou o talento da diretora Tizuka Yamasaki – ela própria uma descendente de imigrantes japoneses, dona de uma carreira cinematográfica marcada por diversos sucessos de bilheteria.

CINEMATECA BRASILEIRA

Largo Senador Raul Cardoso, 207 próximo ao Metrô Vila Mariana

Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215) www.cinemateca.gov.br

Ingressos: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada) – algumas sessões em DVD têm ENTRADA FRANCA, quando indicado.

Atenção: estudantes do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas têm direito à entrada gratuita mediante a apresentação da carteirinha.

0Shares