A Princesa Kaguya

A Princesa Kaguya (Kaguya-hime no monogatari | かぐや姫の物語), animação produzida em 2013 pelos Estúdios Ghibli, indicado ao Oscar 2015 de melhor animação, começa a ser exibido na Netflix a partir de 1 de março de 2020.

Clique para ampliar e curtir o traço do desenho.

Dirigido e co-escrito por Takahata Isao, a animação é baseada na famosa lenda japonesa e já vem colecionando uma série de importantes prêmios, desde o seu lançamento, como o Mainichi Film Award (Melhor Animação), Asia Pacific Film Award (Melhor Filme) entre outros. No âmbito internacional, foi destaque no Los Angeles Film Critics Awards (Melhor Animação), Boston Society of Film Critics Award (Melhor Animação). Foi seu último trabalho, antes de falecer, em 2018. 

Como nos muitos filmes da Ghibli, a trilha sonora é assinada pelo músico Hisaishi Joe.

Veja o trailer.


Veja também, a bela crítica do filme, escrito por João Solimeo, em seu blog CÂMERA ESCURA.

Quer saber como é o conto original? A Made in Japan explica direitinho aqui: 

Certo dia, um velho lenhador trabalhava na floresta quando se deparou com uma estranha luz dourada que saía de dentro de um bambu que havia acabado de partir. Ao se aproximar, viu uma menina pequenina, aninhada em seu interior. Como ele e sua mulher não tinham filhos, decidiram adotá-la. Eles a batizaram como Kaguya Hime e a cercaram de carinho e atenção.

Para espanto de todos, em apenas três meses, ela cresceu e se transformou em uma belíssima moça. Muitos homens a pediram em casamento. Porém, ela recusou todos os pretendentes. O imperador, que também tinha ouvido falar da fama de Kaguya Hime, manifestou seu desejo de transformá-la em sua mulher e na imperatriz do reino. Mas ela recusou sua proposta. Quando o imperador tentou levá-la à força, ela desapareceu diante de seus olhos. Assustado, ele desistiu de seus planos.

Três anos se passaram, e Kaguya Hime ia se tornando cada vez mais bela. Na primavera seguinte, ela começou a ficar melancólica nas noites de lua. Contemplava o luar enquanto lágrimas escorriam pelo seu rosto. Preocupado, seu velho pai perguntou o que havia de errado. Olhando o céu, ela respondeu; “Na verdade, vim da lua. Fui enviada para viver na Terra por meu rei, mas agora recebi a mensagem de que devo voltar para casa. Sentirei saudades de todos, e é por isso que estou triste”.

O ex-lenhador ficou chocado e não quis deixar sua filha ir. Ele consultou o imperador, e ambos traçaram um plano. Guardas imperiais esconderam Kaguya Hime em um aposento secreto da casa do velho pai e cercaram o local. Mas, de repente, o céu ficou claro. Mensageiros vindos da lua, vestidos com trajes brilhantes, desceram sobre nuvens, colocaram Kaguya Hime em um palanque e a vestiram com um traje esplendoroso. Com o coração partido, ela deixou seus pais adotivos e voou em direção à lua.

 

 

 

 

0Shares