Kawase Naomi: An (Sabor da Vida)

An (餡), de anko: pasta doce, feita de feijão azuki, batata doce ou castanha portuguesa, usado como recheio em wagashi (doces típicos do Japão), como o dorayaki, um crepe japonês.   Um filme sobre dorayaki poderia soar como um drama adocicado. Não é. Tem o sabor da vida, como é o título em português, é amargo, salgado, mas nunca insosso.

an-sweet-red-bean-paste-poster

Kawase Naomi repete aqui os dois pilares temáticos com que vem se notabilizando, especialmente em Cannes, onde é muito respeitada, e quase sempre indicada para competição: ausência e perda. Em seus filmes é comum observar experiências de vida que envolvem a aprendizagem dos personagens com a dor inevitável de um acontecimento trágico, sem no entanto sucumbir ao ressentimento ou à culpa. Daí seu cinema ser chamado de estóico. Por vezes, seus personagens são caracterizados por uma apatia perante a vida, e em outras situações são de fato, perdedores resignados.

“An” foi selecionado para abrir a mostra Um Certain Regard, no Festival Internacional de Cinema de Cannes, em 2015. É uma obra intimista, com ótimas interpretações, especialmente de Kiki Kirin, a velhinha com hanseníase que escapa do sanatório para ajudar a preparar o anko, para um frustrado vendedor de dorayaki. Kiki Kirin merece mesmo o destaque que tem no filme. Ela mesma lutou na vida real contra um câncer por cerca de dez anos e vive uma paciente terminal de forma comovente.

Kiki Kirin, sempre uma atuação comovente.
Kiki Kirin, sempre uma atuação comovente.

Apesar das dores do destino que os personagens carregam em maior ou menor grau, há uma bondade no ar, uma aceitação pacífica que rejeita deliberadamente o cinismo. Impossível não amar um roteiro onde tudo o que poderia ser uma tragédia se transforma num gesto sereno de celebração da vida.

An | Japão, Alemanhã, França, 2015 | direção: Kawase Naomi | Elenco: Kiki Kirin, Nagase Masatoshi, uchida Karya | 103 min.

Veja mais sobre Kawase Naomi em Jojoscope:

O cinema estóico de Kawase Naomi 

A Floresta dos Lamentos (Mogari no Mori)

 

 

 

 

 

 

0Shares